sábado, 2 de abril de 2011

Eu e o besouro voador

Não, não tinha levado em conta que morar só, acarretava alguns desafios...
Ontem, já há algumas horas da noite, estava eu distraída, sem televisão, ainda.
A observar, ouvindo algumas músicas no computador.
De repente, recebo a visita voadora....que ao invés de bater a porta, já invade pela janela.
Primeiro nos encaramos, depois de algum tempo tento pegá-lo desprevenido , ele avança sob o meu rosto.
Tento expulsá-la com as mãos, ele investe para cima de mim.
Não gosto de matar bichinhos, mas ele testou a minha paciência.
Lá vai eu, na ridícula cena de correr atrás do besouro, com a chinela na mão.
Cerco ele de um lado, solto um sorrisinho daqueles que diz : "agora, já era pra você."
Ele então parece sorrir também e ao invés de ficar com medo de mim,investe de novo no meu rosto.¬¬
Mas, eu não desisto.
E fico a correr de um lado pro outro atrás do besouro voador...
até que ele como se zombasse de mim, sai pela janela do mesmo jeito que entrou.

2 comentários:

  1. Ainda bem que saiu. Esses insetos intrometidos... baratas, então, são aterrorizantes!!!

    ResponderExcluir